Vera
destrama
a cruz da lona
desencarcera
fios
faz deles rios
faz deles lavas
e deles faz
corrimentos
a vida que dói
no fio roído
na morte certa
de desdói
enquanto Vera destrama o tempo
o nada
a vida
a vida deve a cruz
Vera as descruza
Vera seduz o fio
Vera faz dele rio
e dele faz cascata
tromba
se farta volta
cruz
cruz de Vera
vera cruz
fio e desafio
trama
destrama
negro
e alvor

é grade

é grande a cama
que a morte
coteja fio a fio
e como anti-parca
Vera salva da trama
os mortos vivos fios

 

Antonio Cabral